::FAQ - Perguntas Frequentes

 

Reservamos esse espaço para expor as perguntas mais fequentes relacionadas a APAE São Luis-MA.

 01  Como ter acesso aos serviços oferecidos pela APAE, convênio SUS?

O acesso aos procedimentos da APAE de São Luís ocorre por duas vias: procura direta ou autorização junto à Central de Marcação de Consultas e Exames – CEMARC, unidade marcadora da Secretaria Municipal de Saúde - SEMUS.

 

O ingresso aos setores de reabilitação da APAE, excetuando-se a Fisioterapia, é realizado por meio de procura direta, devendo o usuário direcionar-se a recepção do Setor munido de encaminhamento, documento pessoal e cartão do SUS. A via de acesso para todos os demais setores da Instituição é realizada por meio das unidades marcadoras (CEMARC). A CEMARC do bairro Alemanha realiza atendimento exclusivo para idosos, gestantes e pessoas com deficiência.

 

 02  Quais os serviços particulares oferecidos pela APAE? Como ter acesso aos serviços?

A APAE iniciou os atendimentos de forma particular em 2015, primando pela qualidade dos serviços e a possibilidade de acesso a todos os públicos, como já ocorre nesses 43 anos de existência. Atualmente, a Instituição oferece exames laboratoriais, de imagem (Tomografia Computadorizada Digital, Raio X Digital, Ultrassonografia, Ecocardiografia, Mamografia Digital,

 

Eletrocardiograma, Eletroencefalograma), exames de audiometria, BERA e VENG. Oferecemos também tratamentos em reabilitação nas áreas de Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Psicologia, além da técnica revolucionária através do Método Therasuit®.   Todos os nossos serviços são praticados a preços populares.

  

O acesso a esses serviços ocorre por meio de procura direta em nossa sede localizada na Avenida Granja Barreto, nº 1 – Outeiro da Cruz, ou por meio dos telefones 3216-4200 e/ou 3216-4242.

 

 

 03  De que forma ocorre o ingresso na Saúde Auditiva?
...

O usuário deverá se direcionar a recepção do Setor de Saúde Auditiva, prédio da Clínica Escola da APAE, portando o encaminhamento médico para a prótese auditiva, além de seus documentos pessoais, cartão do SUS e comprovante de residência, além do documento pessoal do acompanhante.

 

 

 04  Como posso fazer o Teste do Pezinho no meu bebê? Quais as patologias detectadas?
 

O Teste do Pezinho é um exame que deve ser colhido em todo recém-nascido (RN) com 3 a 5 dias de vida, de preferência no 3º dia. Apesar de ele poder ser realizado mais tardiamente, é de extrema importância a divulgação para o público o período ideal de coleta do exame, evitando assim que muitas crianças percam o período de diagnóstico e tratamento precoces e não se beneficiem da prevenção de sequelas, principalmente neurológicas, que é o objetivo do teste.

 

A amostra sanguínea do RN pode ser coletada em São Luís, na APAE ou maternidades. Nos interiores do Maranhão, a coleta é realizada nos postos, mantidos pelas secretarias municipais de saúde.

 

Atualmente, a APAE - em convênio com o SUS, por meio da Secretaria Municipal de Saúde- encontra-se habilitada na Fase IV do Programa Nacional de Triagem Neonatal. O exame possibilita a detecção de seis patologias: Fenilcetonúria, Anemia Falciforme e outras Hemoglobinopatias, Hipotireoidismo Congênito, Deficiência da Biotinidase, Fibrose Cística e Hiperplasia Adrenal Congênita

 

 

 05  Como é realizado o Teste da Orelhinha? Como posso ter acesso ao exame?
 

O Teste da Orelhinha, também chamado de emissão otoacústica, é fundamental para se detectar precocemente alterações auditivas em recém-nascidos. É ideal que o exame seja realizado nas primeiras 48 horas de vida, podendo ser realizado até o terceiro mês. 

 

A APAE oferece este exame, através do Convênio SUS, por meio da procura direta na recepção do Setor do Teste do Pezinho.

 

 

 06  De que forma posso contribuir com a APAE?
 

A APAE possibilita várias formas de doações, quais sejam:

 

- Telemarketing: realiza ligações telefônicas para a comunidade, solicitando contribuição financeira para suas ações;

- Campanhas: periodicamente, a Instituição realiza campanhas específicas para aquisição de equipamentos, melhorias estruturais, garantia da participação dos alunos atletas em Olimpíadas Estadual e Nacional, entre outras;

- Doações: A Instituição recebe, de forma direta, de pessoas físicas e empresas, roupas, calçados e brinquedos, novos ou em bom estado de conservação, alimentos não perecíveis, etc;

- Projetos: A APAE possui um Setor específico para desenvolver projetos sociais, de modo a captar recursos para a continuidade de suas ações;

- Parceria APAE/CEMAR: esta parceria possibilita que a sociedade de São Luís realize sua doação através do débito em conta de energia. 

 

As pessoas interessadas em contribuir com Instituição poderão ligar para os números 3216-4200 e/ou 3216-4221.

 

 

 07  Como a APAE mantém seus serviços e toda a sua estrutura?
 

A APAE garante suas ações por meio do convênio SUS, firmado com a Secretaria Municipal de Saúde, renovado anualmente. Adicionalmente, a Instituição recebe doações mensais dos contribuintes do Telemarketing, e doações via projeto e voluntárias.

 

Na área da educação, a Instituição possui dois convênios com Secretaria Municipal de Educação de São Luís e um com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE.

 

 08 Como ingressar na Escola Eney Santana, mantida pela APAE?

A criança /jovem /adulto com deficiência intelectual e/ou múltipla busca atendimento na área educacional, e caso tenham vagas disponíveis, poderá ter acesso à escola de duas formas:

 

• Pelo encaminhamento direto dos setores da Clínica-Escola (Fisioterapia, Terapia Ocupacional ou Fonoaudiologia), pelo Setor da Psicologia ou ainda pelo Setor do Serviço Social. Em seguida, o interessado passa pela triagem, onde é aberto seu prontuário clínico, para ser avaliado, juntamente com sua família, pelo médico, psicólogo e assistente social e encaminhado aos serviços necessários.

 

Quando chega à Escola, é reavaliado pela equipe técnica e pedagógica. Se o interessado necessitar realmente da educação especializada, sobretudo nos aspectos biopsicosocial e cognitivo, e ainda se tiver vaga nas turmas pertinentes àquela faixa etária, ele é matriculado.

 

Em caso negativo, se esse interessado tiver condições de estar numa escola comum, fazemos o encaminhamento para a Secretaria Municipal ou Estadual de Educação e ele permanece conosco nos atendimentos clínico-terapêuticos e nos outros serviços oferecidos pela Escola.

 

• A outra via é a procura direta pela comunidade. Nesse caso, se o interessado nunca realizou atendimento na APAE, inicialmente, é avaliado pela equipe da Escola e encaminhado aos serviços necessários do Ambulatório ou da Clínica-Escola.

 

O procedimento de matrícula é o mesmo do item anterior.

 

 

 09  Como ter acesso às escolinhas de esporte e aos grupos culturais?

Em relação às práticas desportivas, a pessoa com deficiência intelectual e/ou múltipla, acompanhado do seu responsável, deverá procurar a psicóloga no setor da Escola Eney Santana para obter orientações e encaminhamento necessário aos professores das escolinhas de esporte. Após avaliação com respectivo professor, será preenchido uma ficha cadastral do esporte.

 

No caso dos grupos de cultura, quais sejam o Bloco Tradicional da APAE e o Bumba meu boi Mimoso da APAE, a pessoa com deficiência intelectual e/ou múltipla deverá procurar a equipe responsável pelos grupos, diretamente com o professor Manoel Galdino, para obter informações e orientações necessárias.

 

Em ambos os casos, é imprescindível, para efeito de registro estatístico, que a pessoa com deficiência intelectual e/ou múltipla apresente, além de documentos pessoais, comprovante de residência, cartão do SUS, documentos do seu responsável e laudo médico que comprove sua condição de pessoa com deficiência.

 

 

 10  Como tornar-me voluntário da APAE?
 

A Instituição está reformulando a sua política de ingresso de voluntários. Brevemente, tornaremos de conhecimento público, através deste site, as regras do programa de voluntariado da Instituição.

 

 

.

.

DOAR AGORA!