Bloco Tradicional da APAE São Luís participa do 13º Encontro de Cantores de Blocos Tradicionais

O Bloco que estava com suas atividades paradas devida à pandemia da Covid-19, volta à ativa com objetivo de dar continuidade na inclusão social da pessoa com deficiência.



O Bloco tradicional da APAE de São Luís participou no último sábado (20), do 13º Encontro de Cantores de Blocos Tradicionais no bairro do Diamante em São Luís. O evento que coincidiu com o Dia Nacional da Consciência Negra, este ano homenageou o músico, cantor, compositor e interprete de samba, Roberto Ricci.

Com o avanço da vacinação na capital maranhense e a redução de internações pela Covid-19, o Bloco Tradicional da APAE, que faz parte da programação oficial do carnaval de capital, volta com suas atividades, dando continuidade e contribuindo para a socialização e inclusão social da pessoa com Deficiência.


Para o presidente da APAE de São Luís, o Sr. Vanderlaan Rolim, é uma grande alegria a retomada das apresentações do Bloco Tradicional da APAE, pois os jovens e adultos assistidos pela instituição também fazem parte desta manifestação cultural e demonstram o grande potencial, habilidades e competências que possui enquanto pessoa com deficiência intelectual e/ou múltipla.


“Agradecemos o convite do pessoal da Cultura para participarmos do Encontro de Cantores de Blocos Tradicionais em Homenagem a Roberto Ricci, e que muito contribui de forma significativa para a manutenção da qualidade de vida e inclusão social.” Disse ele.


Com o tema “Roberto Ricci: Uma Estrela Brilhante no Céu Para o Diamante”, o encontrou reuniu dez blocos tradicionais, entre eles o Bloco Tradicional da APAE, ‘Reis da Liberdade’, ‘Vinagreira Show’, ‘Os Guerreiros’, ‘Fanáticos do Ritmo’, ‘Indomáveis Show’, ‘Os Tradicionais do Ritmo’, ‘Dragões da Liberdade’, ‘Os Trapalhões’, e ‘Os Baratas’, mostrando a beleza dos sambas-temas nas batidas dos instrumentos característicos.


Bloco Tradicional da APAE


A APAE São Luís há 50 anos vem trabalhando em prol da educação, reabilitação e inclusão social da pessoa com deficiência, desenvolvendo atividades na área da saúde, educação, esporte, lazer, arte e cultura, dentre as quais está o Bloco Tradicional, criado em 1996 e fez sua primeira apresentação no carnaval de São Luís, inclusive, na Passarela do Samba no ano de 1997, sendo uma grande revelação e contagiando o público com sua beleza e harmonia, o que lhe rendem convites para apresentações o ano inteiro.


O Bloco Tradicional que faz parte da programação oficial do carnaval de São Luís, atualmente formado por mais de 70 jovens, adolescentes e adultos matriculados na APAE São Luís, revela o grande potencial da pessoa com deficiência, contribuindo para sua socialização e inclusão social.





Destaques